Sebrae Acesse o Portal Sebrae
Você está na ASN

Agência Sebrae de Notícias

ASN PR 07/07/22 às 10:08 Atualização 08/07/22 às 09:12
Compartilhe
ASN PR 07/07/22 às 10:08 Atualização 08/07/22 às 09:12
Compartilhe

Ação no Mercado Municipal teve como objetivo estreitar os laços entre produtores e novos mercados consumidores na Capital e Região Metropolitana

Há cerca de 35 anos, o pai de Rafael de Almeida Monteiro Cropolatto, ajudou a tirar um enxame de abelhas que estava no Mercado Municipal de Curitiba. Nesta quarta-feira (06), Rafael foi um dos agricultores que fez a exposição de produtos e participou da Rodada de Negócios da Agricultura Familiar de Cerro Azul, uma parceria entre o Sebrae Paraná e a Prefeitura de Cerro Azul, para fortalecer a agricultura e o turismo no município. Adivinha qual produto ele veio divulgar?

“A história da apicultura da minha família começa no Mercado Municipal. Há, mais ou menos, 35 anos, meu pai, Laerte Cropolato, vendia ponkan aqui. Na ocasião, um enxame de abelha se instalou aqui. Veio um senhor e retirou essas abelhas, colocou em uma caixa, e meu pai perguntou se podia levar para a nossa propriedade”, conta Rafael.

Rafael e Laerte Cropolato, na propriedade da família localizada na comunidade de Lageadinho, em Cerro Azul.

Segundo ele, no início não tinham experiência com a apicultura. Mas, com o tempo foi aperfeiçoando o negócio. Hoje, a família que tem uma propriedade na Comunidade de Lageadinho, conta com 240 colmeias e fabrica derivados do mel, como sabonetes e cosméticos.

Durante a rodada de negócios, Rafael caprichou na apresentação do mel e dos cosméticos para conquistar, não só o Mercado Municipal, mas também grandes redes de supermercados, que possuem negócios na Capital e Região Metropolitana.

Márcio Tadashi Ueno, coordenador de Hortifruti e Granjeiros do Condor Super Center, afirma que para vender produtos para a rede não é necessário só uma boa apresentação, mas também um padrão de sanidade e qualidade boa, e um bom preço. Segundo ele, durante a rodada, fechou a comercialização de uma mandioca congelada, também vinda de Cerro Azul, no Vale do Ribeira.

“Não precisa ter grande produção para vender para a rede de supermercados. O pouco também a gente compra. Compramos também dos pequenos produtores e temos as portas abertas para bons negócios, para todos”, completou.

Além do mel e da mandioca, a ponkan é símbolo do município de Cerro Azul e importante para toda a região do Vale do Ribeira. E, de acordo com o consultor do Sebrae Paraná, Ivan Evangelista, a parceria com a prefeitura tem, justamente, o propósito de aproximar o grande potencial de produção de alimentos da região com possíveis novos mercados consumidores.

Ação no Mercado Municipal teve como objetivo estreitar os laços entre produtores e novos mercados consumidores na Capital e Região Metropolitana. Foto: Adriano Oltramari

“A rodada de negócios da agricultura familiar de Cerro Azul permitiu romper a distância entre o agricultor familiar do município e as redes de mercados da grande Curitiba. O intuito desta ação foi estimular a prática da negociação, despertar o interesse comercial comum entre as partes e promover conexões e geração de negócios visando ampliar a renda e fortalecer a economia local”, acrescentou Ivan.

O secretário de Segurança Alimentar e Nutricional da prefeitura de Curitiba, Luiz Dâmaso Gusi, destacou o trabalho integrado das instituições que apoiaram a rodada de negócios. Além do Sebrae e da Prefeitura de Cerro Azul, referiu-se também a Prefeitura de Curitiba, ao Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR) e o Pró-Metrópole.

“Formamos um conjunto de suporte dos agricultores, através do trabalho integrado destas instituições. Hoje, como prefeitura, temos dois papeis aqui: dar suporte para que os agricultores familiares da Região Metropolitana acessem mais mercados na Capital. E também como compradores, porque a Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional, através do Armazém da Família, é um importante comprador institucional da agricultura familiar”, observou. Ele acrescentou que constância, volume, qualidade, e permanência são qualidades que a Secretaria busca, na hora de fazer negócio com agricultores familiares.

Evento divulgou vários produtos da agricultura familiar. Foto: Adriano Oltramari

Alexandre Briguetti, secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Cerro Azul, lembrou que além do convênio de cooperação com o Sebrae para fortalecer a agricultura familiar, a Prefeitura de Cerro Azul também desenvolve em parceria com o Sebrae projetos de desenvolvimento do turismo e do registro da ponkan como produto de Indicação Geográfica (IG).

 

Compartilhe
Ficou com alguma dúvida ou tem sugestões? Entre em contato pelo [email protected] ou fale com a ASN em cada UF

Leia mais sobre Modelos de negócio

Aviso de Cookies

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação.
Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.