Sebrae Acesse o Portal Sebrae
Você está na ASN

Agência Sebrae de Notícias

 O secretário municipal de Gestão Pública de Londrina, Fábio Cavazotti, recebeu o prêmio em nome do prefeito Marcelo Belinati. Crédito: Inove.
ASN PR 01/06/22 às 18:08 Atualização 02/06/22 às 18:14
Compartilhe

Marcelo Belinati vence prêmio Prefeito Empreendedor, do Sebrae Paraná

Por Redação
ASN PR 01/06/22 às 18:08 Atualização 02/06/22 às 18:14
Compartilhe

Prefeito de Londrina recebeu o reconhecimento pelo trabalho na categoria Compras Governamentais, pelos resultados obtidos com o Programa Compra Londrina

 

As estratégias de retomada econômica pós-pandemia utilizadas pelo Programa Compra Londrina renderam a Marcelo Belinati Martins o prêmio de Prefeito Empreendedor concedido pelo Sebrae Paraná. A cerimônia para divulgar os vencedores da etapa estadual, que está na XI edição, foi realizada em Curitiba, na noite desta terça-feira (31). O prefeito de Londrina levou o troféu na categoria “Compras Governamentais” vencendo as cidades de Foz do Iguaçu e Mangueirinha. A etapa nacional do prêmio acontecerá no dia 28 de junho, em Brasília.

Nos últimos dois anos, com a onda de desemprego e fechamento de empresas causados pela pandemia de Coronavírus, o Programa Compra Londrina, vinculado à Secretaria Municipal de Gestão Pública de Londrina, passou a atuar como ferramenta de combate à crise econômica. Para isso, foi modernizado e redesenhado para alcançar o impacto positivo possível da circulação dos capitais e recursos públicos em nível local e regional, por meio das compras públicas.

Para viabilizar de maneira cada vez mais simples a entrada de pequenas empresas nas negociações e disputas públicas, o prefeito Marcelo Belinati criou, por decreto, o Pregão por Videoconferência – um meio mais acessível para empresas iniciantes aderirem às compras da Prefeitura de Londrina. Com isso, sempre que o pregão eletrônico não é obrigatório, opta-se pelo PGV, tornando as disputas mais adequadas para os pequenos negócios, sobretudo locais.

Com a realização de pregões presenciais impedida pela pandemia, o PGV se tornou uma solução simples, tanto para as equipes de pregoaria como para as empresas. As disputas podem incluir pequenos negócios de qualquer local do país. Basta ter um computador com acesso à internet, áudio e vídeo, e noções básicas de informática.

Outra ferramenta importante utilizada pelo programa foi o serviço de Telecompra, pelo qual mais de 1,2 mil microempresas e empresas de pequeno porte locais foram contatadas em 2021 para serem informadas sobre editais com oportunidades, cursos, plantões de dúvida e consultorias para aprender do zero como disputar as compras na Prefeitura de Londrina. No ano passado, mais de 300 pequenos negócios de Londrina disputaram as licitações municipais e mais de 125 venceram os pregões. Destes, 28 assinaram contratos pela primeira vez com a prefeitura.

De 2019 a 2021, o número de negócios beneficiados pelo Programa Compra Londrina saltou de 1.074 para mais de 3,8 mil, cerca de 385% de crescimento. São atrativos do Programa Compra Londrina para pequenas empresas a divulgação massiva das oportunidades abertas em licitações; oferta de suporte completo para qualquer empresa local e regional disposta a participar das disputas pelo fornecimento de produtos e serviços; todos os benefícios da LC 123/06 e semelhantes; licitações exclusivas ou com lotes exclusivos para disputas apenas por pequenos negócios locais e regionais.

O secretário municipal de Gestão Pública de Londrina, Fábio Cavazotti, que recebeu o prêmio em nome de Marcelo Belinati, disse que o programa Compra Londrina se adaptou à pandemia para continuar incentivando a participação de empresas locais nas licitações.

“Tivemos um aumento expressivo na contratação de empresas, o que nesse ambiente econômico tão dificultoso que a pandemia trouxe acabou sendo um amparo, uma oportunidade de negócio para empresas locais. Hoje, temos um acervo de empresas da cidade que conseguiram ou se recuperar, ou se manter, algumas até crescer nesse ambiente ruim aproveitando as oportunidades de negócios das compras públicas e se tornando fornecedoras do município”, contou.

Para Cavazotti, o prêmio Prefeito Empreendedor, que reconheceu os resultados do Compra Londrina, dá mais energia para as equipes da prefeitura continuarem trabalhando. “Isso aumenta a visibilidade e credibilidade do programa e reforça para nós, gestores, a importância do trabalho”, comemorou. Segundo ele, o programa não só divulga como capacita as empresas de Londrina para participar dos certames. “Não precisa conhecer nada para participar, basta ter o interesse, pois oferecemos todo o suporte”, destacou.

Para o gerente regional do Sebrae no norte do Paraná, Fabrício Bianchi, é importante enfatizar que o programa Compra Londrina foi colocado como prioridade desde a primeira gestão de Belinati e evoluiu muito em termos de participação das pequenas empresas locais nos últimos anos. “É um trabalho de médio e longo prazo, que conta com o compromisso da equipe de servidores, que defende e se dedica muito ao programa”, afirmou.

Além de melhorar a economia local, fazendo com que o dinheiro circule dentro da cidade em forma de impostos, renda, empregos e novos negócios, Bianchi destaca que as compras públicas se tornaram mais eficientes, especialmente com a divisão em pequenos lotes. “Melhorou a qualidade dos produtos e serviços, preços e a proximidade com os fornecedores”, citou. Vale destacar, ainda, que o projeto é reconhecido pela segunda vez com prêmio estadual Prefeito Empreendedor. É um modelo que serve de inspiração para outros municípios e que já está consagrado a nível nacional.

 

Confira a lista de vencedores da Etapa Estadual 2022, por categoria: 

Desburocratização: Heraldo Trento, prefeito de Guaíra, com o projeto “Guaíra Desburocratizando o Desenvolvimento”.

Governança Regional e Cooperação Intermunicipal: Marcelo José Bernardelli Palhares, de Jacarezinho, com o projeto “Sistema Regional de Inovação do Norte Pioneiro.

Compras Governamentais: Marcelo Belinati Martins, de Londrina, com o “Programa Compra Londrina: Estratégia de Retomada Econômica pós-Covid19”.

Marketing Territorial e Setores Econômicos: Luiz Carlos Beletti, de Tupãssi, com o projeto “Tupãssi Que Me Faz Tão Bem”.

Cidade Empreendedora (Região Sul): Francisco Lacerda Brasileiro, de Foz do Iguaçu, com o projeto “FozDesenvolve”.

Empreendedorismo na Escola: Fábio de Oliveira D’Alécio, de Ubiratã, com o projeto “Empreendedores do futuro: cooperação, parceria e inovação”.

Inovação e Sustentabilidade: Celso Fernando, de Guarapuava, com o projeto “Inova Guarapuava”.

Sala do Empreendedor: Elizabeth Silveira Schmidt, de Ponta Grossa, com o projeto “Sala do Empreendedor: inovação para incluir e desenvolver”.

Compartilhe
Ficou com alguma dúvida ou tem sugestões? Entre em contato pelo [email protected] ou fale com a ASN em cada UF
Aviso de Cookies

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação.
Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.